Sexo do bebê | Com quantas semanas é possível descobrir

Alguns casais optam por não saber o sexo do bebê antes do nascimento. Porém a grande maioria é unânime em dizer que desvendar esse mistério é quase uma necessidade. A prova disso é o número crescente de chás revelação que acompanhamos todos os dias. No fim, essa é uma decisão que compete apenas e tão somente ao casal.

É inegável que uma das partes mais emocionantes de engravidar é conhecer o sexo do bebê. Isto não só permite que se decore o quarto, mas pode ajudá-lo a escolher nomes e roupas direcionadas.
No entanto, descobrir o sexo do bebê nem sempre é rápido ou mesmo possível. Alguns bebês fazem jogo duro, fecham as pernas ou insistem se manter em uma posição nada favorável a visualização do sexo. Em geral, descobrir o sexo do bebê com mais segurança, só é possível ao redor das 16 semanas. Antes disso, o médico pode até tentar um gol por volta das 12 ou 13 semanas, mas as chances de errar são maiores.

Testes para descobrir o sexo do bebê

Existem muitos testes que podem determinar o sexo do bebê. O teste mais comumente utilizado é o ultrassom. Ultrassons são feitos ao longo de toda a gravidez. Além de determinar o sexo do bebê, verificam se o bebê não possui má formação e se está se desenvolvendo de forma consistente e contínua.

Sexagem Fetal

A sexagem fetal é também uma opção viável para descobrir o sexo do bebê, mas não cabe em todos os bolsos. É um exame simples, porém de valor bem elevado. Pode ser realizado a partir das 8 semanas de gestação e sua função é exclusivamente apontar o sexo do bebê.

A sexagem fetal testa a presença ou não de células com o cromossomo y no sangue materno e tem uma taxa de 99% de acerto.

Esse exame não é coberto pelos planos de saúde, não é realizado na rede pública e não precisa de pedido médico para ser realizado.

Teste de urina sexo do bebê

Uma tecnologia relativamente nova no Brasil promete 90% de resultado seguro. São os testes de urina que apontam o sexo fetal. Pode ser feito a partir das 10 semanas e fica pronto em apenas 10 minutos. O valor é um pouco alto, e não é encontrado em todas as farmácias.

Deixo aqui o link do vídeo em que a Flavinha Calina faz o teste. Ela mostra o passo a passo e exibe o resultado em tempo real. Ela estava grávida de sua primeira filha, uma menininha de nome Vitória. Será que deu certo?

De qualquer forma, a menos que você tenha feito a sexagem fetal, é sempre bom esperar um pouco mais para definir o azul ou rosa do enxoval do bebê.

Esperar pode ser o melhor

Muitas procuram uma segunda opinião quando se trata de determinar o sexo de seu bebê. Isto pode ser feito através de um ultrassom tradicional ao redor das 20 semanas de gestação. Outra alternativa é através de um ultrassom mais avançado, como um 3D ou 4D . O ponto alto, além de ter uma ideia mais visível do sexo do bebê é poder ver o rostinho do bebê de forma mais definida.

Estes ultrassons são normalmente realizados entre 24 e 28 semanas. Antes disso o bebê não estará totalmente pronto e a brincadeira não será tão divertida. Por outro lado ultrapassar as 28 ou 30 semanas, implicará em menos espaço para o bebê e consequentemente pode ser mais difícil apreciar suas características.

Chances de erro

Um ultrassom feito por um bom profissional com um bom equipamento e com a colaboração do bebê se aproxima de 95% de acerto.
Existem testes mais invasivos que garantem ainda mais chances de acerto, mas com certeza não valem os riscos. Afinal, menino ou menina não importa, o que vale é ter saúde.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *