Coito programado é uma técnica de reprodução humana utilizada em casais com dificuldade de concepção.

Pode necessitar ou não de medicamentos que estimulem a ovulação. O médico, de acordo com a necessidade de cada paciente, vai analisar a necessidade ou não do uso de indutores.

Como funciona o Coito Programado?

O ciclo deve ser acompanhado com ultrassom seriado. Cerca de 3 ou 4 ultrassons deverão ser feitos em diferentes dias do ciclo.
O primeiro ultrassom deve determinar a presença de folículos dominantes, folículos que tem reais chances de eclodir o óvulo.
O segundo ultrassom deve determinar o melhor dia para se manter uma  relação sexual que resulte em gravidez. A relação deve acontecer pouco antes da ovulação.
O terceiro ultrassom deve confirmar se houve a liberação do óvulo.
Alguns médicos fazem um ultrassom no terceiro dia do ciclo , mesmo que a mulher ainda esteja menstruada.

Coito programado sem medicamentos

Para mulher que não tem dificuldades para ovular, é feito apenas um acompanhamento com ultrassom seriado e em alguns casos alguns exames hormonais.
O médico, através dos resultados, indica qual o melhor dia para que a relação sexual aconteça.  dia marcado, o casal mantêm relação e tem boas chances de conceber.

Coito programado com medicamentos

coito programado
Para mulher que tem dificuldades para ovular, é indicado o uso de citrato de clomifeno.  Clomid , Indux  ou Serophene são os medicamentos utilizados. A dosagem do indutor será indicada pelo médico para necessidade de cada paciente.
Da mesma forma , o ciclo será acompanhado com ultrassom seriado. Ao detectar o tamanho ideal para que o folículo ecloda, estoure e libere o óvulo, o médico pode optar por administrar uma injeção de HCG, para que essa liberação acontece num prazo máximo de 36 horas.
Pode haver a necessidade do uso de progesterona no caso de coito programado com medicamentos, pois o indutor tende a deixar o endométrio mais fino , o que pode dificultar a fixação do embrião no útero. Neste caso o uso de progesterona corrige essa falta e deixa o ambiente intra uterino propício para fixação do embrião no endométrio.
A melhor forma e tratamento ficará a critério médico, e será indicado de acordo com as dificuldades e necessidades de cada casal. Normalmente é feito por até 3 ciclos , caso não dê certo, outros métodos podem ser tentados.

Deixe uma resposta