Uma gravidez química pode ser devastadora na vida de um casal que tenta engravidar.  A maioria das mulheres já passou por uma gravidez química mesmo sem saber. Estima-se que 70% das concepções em mulheres que tentam engravidar resultem em gravidez química sem que elas façam ideia que estiveram grávidas.

O que é uma gravidez química?

Na realidade uma gravidez química é como um aborto normal, exceto pela prematuridade do acontecimento.  É o aborto que acontece ainda nas primeiras 5 semanas de gestação. Normalmente o sangramento da gravidez química coincide com a data normal da menstruação. Essa é a razão para um número imenso de mulheres sequer imaginarem que já estiveram grávidas.

A gravidez química ocorre antes mesmo de o embrião possuir batimentos cardíacos. Normalmente ocorre por uma falha na divisão celular ou na implantação do embrião no útero.

A ovulação ocorre normalmente, o óvulo é fecundado com sucesso por um espermatozoide, se encaminha para o útero, inicia a implantação, mas por algum motivo a implantação falha e o aborto acontece.

Teste de gravidez falso positivo

O número de gestações químicas tem realmente aumentado desde a criação de testes de gravidez altamente sensíveis. Agora que as mulheres são capazes de confirmar sua gravidez muito cedo, é mais comum para elas saber quando passaram por uma gravidez química. No passado, a maioria das mulheres nem sequer sabiam que tinham engravidado, acreditavam estarem passando por um ciclo menstrual normal.

São as gestações químicas que fazem muitas mulheres acreditarem que obtiveram um falso positivo em seus testes de gravidez, principalmente testes de farmácia. Na verdade o que acontece é que a sensibilidade apurada do teste consegue detectar pequenas quantidades do HCG liberado pela gestação em fase totalmente inicial. Assim o teste apresenta um positivo correto. Infelizmente a falha de implantação ocorre, o HCG é eliminado e em seguida o sangramento acontece bem próximo a data normal da menstruação, fazendo com que as mulheres acreditem que obtiveram um falso positivo em seus testes de gravidez.

Sintomas de gravidez química

Os sintomas de uma gravidez química não são diferentes dos sintomas sentidos num ciclo normal de menstruação. Talvez apresentem apenas um pouco mais de cólicas que o normal durante o sangramento. Se um exame de sangue for realizado nesse período, indicará que os níveis de HCG estão diminuindo rapidamente.

Possíveis causas de uma gravidez química

A causa exata desse tipo de gravidez é desconhecida. No entanto os médicos acreditam que a causa seja anomalias no feto causada por uma falha na divisão celular ou alguma dificuldade endometrial pontual que impossibilita o sucesso da implantação. Infelizmente isso é quase impossível determinar. Os médicos normalmente não têm acesso ao tecido para realizar os testes necessários e assim um diagnostico não é possível.

Outras explicações incluem, níveis incorretos hormonais, infecções ou problemas de saúde relacionados materno. Alguns fatores de estilo de vida, tais como abuso de drogas, fumar, beber e até mesmo grandes quantidades de cafeína.

Também pode haver razões físicas, tais como traumatismo abdominal. No entanto, uma gravidez química terá pouco efeito sobre a saúde de uma mulher. O sangramento não será diferente do ocorrido em uma menstruação normal (por vezes mais leve), mas pode ser acompanhado por um pouco mais de cólicas que o habitual. A recuperação física é rápida, mas a recuperação emocional pode levar muito mais tempo.

Gravidez Química e comum?

Infelizmente uma vez que esse tipo de problema é difícil de se prever e assim estudar. É ainda mais difícil determinar a frequência de uma gravidez química. No entanto os médicos estimam que as gravidezes químicas ocorram cerca de 70% do tempo. Também estimam que cerca de 50 a 60% das primeiras gestações terminem em aborto antes que as mulheres percebam que engravidaram.

Como prevenir uma  gravidez química

Embora nada seja comprovado com segurança, existem algumas coisas que podem ajudar. Mudanças no estilo de vida são as mais importantes. É preciso manter o peso ideal e se alimentar corretamente. Excesso ou baixo peso podem afetar negativamente sua fertilidade. Tomar com regularidade o ácido fólico e vitaminas pré-natais. O ácido fólico vai ajudar a diminuir a incidência de falhas cromossômicas. Evitar esportes de contato, impacto direto no abdômen, raios-x, e se manter livre de infecções é muito importante.

Deixe uma resposta