Dificuldade para engravidar, causas comuns para infertilidade

Você está com  dificuldade para engravidar? Pois saiba que existe muitos causadores da infertilidade feminina, nesse artigo iremos abordar os mais comuns:

Problemas de ovulação

Um problema de ovulação ocorre quando os óvulos não amadurecem nos ovários ou quando os ovários deixam de liberar um óvulo maduro.

Isso às vezes é conhecido como falha ovariana prematura. Problemas de ovulação são comuns em mulheres com infertilidade.

Sintomas possíveis:

Períodos ausentes ou pouco frequentes, hemorragia menstrual incomumente leve ou intensa ou ausência de sintomas pré-menstruais como inchaço ou sensibilidade mamária.

Possíveis soluções:

Gerenciar o peso corporal se ele é muito baixo ou muito alto, tomar medicamentos para fertilidade (com ou sem inseminação artificial) e ter fertilização in vitro (FIV).

Taxas de sucesso:

Trinta a 40% das mulheres que tomam citrato de clomifeno para induzir a ovulação ficam grávidas no terceiro ciclo de tratamento.

Quando os medicamentos de fertilidade para aumentar a produção de ovos são combinados com inseminação artificial, a taxa de gravidez é entre 10 e 20 por cento por ciclo de tratamento.

Veja também: Como consegui engravidar depois de 8 anos tentando!

A porcentagem de ciclos de tratamento de fertilização in vitro resultando em um nascimento vivo (em que um ou mais bebês nascem) é sobre:

40 por cento para mulheres com 34 anos ou menos
31 por cento para mulheres de 35 a 37 anos
21 por cento para mulheres de 38 a 40 anos
11 por cento para mulheres de 41 a 42 anos
5 por cento para mulheres com mais de 43 anos

Dificuldade para engravidar: Endometriose

A endometriose é uma condição que ocorre quando o tecido normalmente encontrado no revestimento do útero (tecido endometrial) cresce fora do útero, geralmente no abdome ou pelve.

Possíveis sintomas:

Algumas mulheres não apresentam sintomas, enquanto outras apresentam períodos dolorosos ou intercorrências, sangramento intenso ou manchas incomuns e dor pélvica generalizada.

Possíveis soluções:

Cirurgia para remover tecido endometrial ou abrir trompas de falópio bloqueadas, drogas para fertilidade (com ou sem inseminação artificial) e fertilização in vitro.

Taxas de sucesso:

Um grande estudo descobriu que 30% das mulheres com infertilidade relacionada à endometriose em estágio inicial conceberam naturalmente dentro de três anos após a cirurgia laparoscópica para remover o tecido endometrial.

Quando as mulheres com endometriose em estágio inicial são tratadas com medicamentos de fertilidade e inseminação artificial, a taxa de gravidez está entre 9 e 15% por ciclo de tratamento.

A taxa de nascidos vivos por ciclo de tratamento para mulheres com endometriose que se submetem a fertilização in vitro varia de 2 a 42 por cento, dependendo da idade da mulher.

 

Dificuldade para engravidar: Síndrome do ovário policístico

A síndrome do ovário policístico (SOP) é ​​uma condição na qual pequenos folículos nos ovários não se desenvolvem nos folículos maiores e maduros que liberam óvulos.

Também é caracterizado por desequilíbrios hormonais e padrões de ovulação imprevisíveis.

Possíveis sintomas:

períodos irregulares, crescimento excessivo de pêlos, acne e obesidade.

Possíveis soluções:

modificações no estilo de vida (como dieta e exercício), citrato de clomifeno, drogas de fertilidade injetadas, perfuração ovariana (um procedimento cirúrgico que pode desencadear a ovulação) e fertilização in vitro.

Em mulheres com intolerância à glicose, o medicamento para diabetes metformina (Glucophage) também pode ajudar a restaurar a ovulação regular.

Taxas de sucesso:

Muitos pacientes com excesso de peso que perdem 5 a 10 por cento do seu peso corporal começam a ovular regularmente.

Para mulheres com SOP que tomam citrato de clomifeno, a taxa de gravidez por ciclo de tratamento é de cerca de 18%. Para as mulheres tratadas com perfuração ovariana, cerca de 50 por cento engravidam dentro de um ano.

Dificuldade para engravidar: Fatores tubários

As trompas de Falópio bloqueadas ou danificadas impedem o espermatozóide de chegar ao seu óvulo e também impedem que o óvulo fertilizado chegue ao seu útero.

As principais causas de problemas do tubo incluem doença inflamatória pélvica, infecções sexualmente transmissíveis (como clamídia) e cirurgia de esterilização anterior.

Sintomas possíveis: Nenhum.

Soluções possíveis:

Cirurgia para abrir os tubos. Se a cirurgia falhar, ou se os tubos estiverem muito danificados para serem reparados, eles podem ser removidos antes da fertilização in vitro, a fim de melhorar suas chances de gravidez.

Taxas de sucesso:

As taxas de concepção após a cirurgia variam muito, dependendo da localização e gravidade do bloqueio do tubo e da quantidade de tecido cicatricial no pós-operatório que se desenvolve.

Casais com fator de infertilidade tubária que tentam fertilização in vitro têm 22% de chance de ter um bebê por ciclo de tratamento de fertilização in vitro.

Isso depende da idade da mulher, extensão da doença tubária ou se os tubos foram removidos e vários outros fatores.

Problemas inexplicáveis ​​de fertilidade

O seu médico pode diagnosticar um problema inexplicável de fertilidade se não houver uma razão óbvia para a sua infertilidade (o que significa que todos os resultados do teste são normais).

Veja também: Como consegui engravidar mesmo com infertilidade sem causa aparente

Alguns especialistas acreditam que diferenças sutis na maneira como o sistema reprodutivo funciona podem causar esse tipo de infertilidade.

Isso pode incluir diferenças no desenvolvimento folicular, na função espermática ou no processo de fertilização.

Os especialistas também teorizam que os fatores do estilo de vida – como estar significativamente abaixo do peso ou com excesso de peso, consumindo regularmente muita cafeína ou álcool e fumar – também podem ser fatores contribuintes.

Sintomas possíveis: Nenhum.

Soluções possíveis:

Fármacos de fertilidade (com ou sem inseminação artificial) ou FIV.

Taxas de sucesso:

Para casais com infertilidade inexplicada, a taxa de gravidez está entre 9 e 26% por ciclo de tratamento quando drogas de fertilidade são usadas em combinação com inseminação artificial.

Com a fertilização in vitro, a taxa de nascidos vivos é de cerca de 30 por cento por ciclo de tratamento, mas esse número varia dependendo da idade.

Gravei um vídeo em que revelo um método que aumenta em até 76% as chances de engravidar. Nesse vídeo você vai encontrar técnicas secretas para aumentar a fertilidade que poucas mulheres tem acesso. Para assistir a esse vídeo, basta clicar nesse link: Quero assistir ao vídeo

 

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!